Apartamento para venda em Nova Palmela, Palmela

Ref: 347/A/00921
€ 100 000
  • 3 Quarto(s)
  • 2 Casa(s) de banho
  • Área 99 m2

Descrição da propriedade

Apartamento T3, na Nova Palmela, para investimento

Apartamento T3 para investimento, na Urbanização da Nova Palmela.
Apartamento com sala de 21m2, cozinha de 12m2, dois quartos de 10m2 e outro de 13m3. Possui dois wc e uma despensa.
Localizado perto de escolas, serviços e comércio.

Apartamento arrendado neste momento, não se pode fazer visitas.

Acerca de Palmela:
Palmela foi desde a sua génese um território propício à fixação humana. O Concelho de Palmela foi habitado desde as épocas mais remotas, sendo os vestígios arqueológicos mais antigos, conhecidos na região, atribuídos ao período do Paleolítico médio.
Em 1147, com a expansão e subsequente ocupação territorial cristã, D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal, conquista Palmela aos Mouros. Em 1185, concede foral à povoação e doa o castelo de Palmela aos Cavaleiros de Santiago. Depois, várias conquistas e reconquistas entre cristãos e muçulmanos, Palmela foi definitivamente recuperada no reinado de D. Sancho I.
Em 1323, D. Dinis eleva Palmela à categoria de Vila. No ano de 1423, D. João I ordena a construção de um convento mestral para os "Freires de Santiago". A permanência desta Ordem Religiosa Militar foi de primordial importância a vários níveis – político, militar e simbólico – dado que, os seus objetivos, para além da vertente religiosa, promoviam o fomento do povoamento, a defesa do território e a conquista de novos espaços territoriais.
O Concelho de Palmela é extinto em 1855, sendo então integrado no de Setúbal (atual capital de distrito). Só a 8 de novembro de 1926 o concelho foi de novo restaurado, criando-se novas freguesias: Palmela, Quinta do Anjo, Pinhal Novo, Marateca e Poceirão.
Palmela constitui-se como um dos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa (AML) e como o maior da Península de Setúbal, com aproximadamente 462Km2, onde vivem cerca de 55 000 habitantes.
Apesar da sua proximidade com a cidade de Lisboa e do crescimento industrial da Península de Setúbal, o Concelho de Palmela tem conseguido conciliar o desenvolvimento industrial com a preservação de muitas das suas características rurais. A zona nascente é caracterizada por áreas de paisagem marcadamente alentejana, cujos principais traços são a existência de grandes propriedades rurais (herdades) e vastas extensões de montado de sobro – essencialmente usado para a criação de gado bovino, exploração de cortiça, apicultura e caça. É, nesta zona, que se encontram as castas que estão na origem do conhecido vinho produzido em região demarcada, bem como da produção da maçã riscadinha, espécie cuja produção está circunscrita a Palmela. O sector agroflorestal, bem como o pecuário, detém uma forte expressão nesta zona, conservando ainda uma importância notória para a economia local.
O concelho de Palmela está integrado na Região de Turismo de Setúbal – Costa Azul, ficando uma parte do território concelhio inserido na Reserva Natural do Estuário do Sado e, uma outra, no Parque Natural da Arrábida. Localizado aproximadamente a 40 km de Lisboa, o concelho de Palmela tem uma localização geográfica privilegiada. Com temperaturas agradáveis e baixos níveis de precipitação, Palmela torna-se um ponto de interesse a ser visitado durante todo o ano.

Características da propriedade

    • Elevador
    • Certificação energética: D

Contactar Mediador

ComprarCasa Palmela
Av. Dr. Juíz José Celestino Ataz Godinho de Matos, 17 2950-252 Palmela